Como funciona o processo de criação dos Pokémons dentro da Game Freak

0

Entre todos os diferentes jogos de Pokémon lançados nos últimos 20 anos, levando em conta Mega Evoluções assim como as formas de Alola em Sun e Moon, existem um total de 802 Pokémons. As criaturas variam em design em um grau incrível, isso é resultado de muito trabalho e dedicação de uma equipe muito bem preparada.

Ao visitar o Japão para explorar o estúdio de desenvolvimento do Game Freak, o pessoal da Gameinformer conversou com o diretor, produtor e compositor do Pokémon, Junichi Masuda, sobre como é o processo de projetar um Pokémon, as dificuldades dos designers em todo seu processo de criação e aprovação durante todo o percurso.

Masuda comentou que novas criaturas vêm de todos os cantos do estúdio.

“Os designers gráficos, obviamente, serão os que finalizam o aspecto, mas não são apenas os designers gráficos que apresentam idéias ou desenham os Pokémon”.

Às vezes, um designer de batalha pode querer apresentar um movimento específico no jogo, que exige uma criatura específica. Um escritor de história pode querer executar um contexto narrativo que requer um novo monstro. Em paralelo, um designer gráfico pode querer explorar um animal que ainda não inspirou um Pokémon. “Essas idéias vêm de muitos lugares diferentes, a jogabilidade, o visual, a história e, no final, essas idéias simplesmente são centralizadas e projetadas”, diz Masuda.

Existem poucas, se houver, regras duras e rápidas sobre o que um Pokémon pode ou não pode ser. “Uma coisa sobre a qual sempre prestamos atenção é tratá-los como criaturas vivas, então você tem que tentar imaginar onde viveria no meio ambiente e por que ele realmente existe. Por exemplo, o que ele comeria?” diz Masuda. Além disso ele cita que:

“Ao projetar Pokémon, deve haver uma razão pela qual ele parece daquela maneira. você tem que pensar sobre por que ele pode viver no mundo dos Pokémon. Neste momento começamos a ser um pouco mais exigentes no contexto, mas ainda sim todos participam do processo.”

Bonecos, Games e ilustrações são usadas como inspiração no ambiente de trabalho

Os projetos de Pokémon raramente são cancelados, por assim dizer. Se um novo Pokémon não é aprovado para o contexto da história ou para o próprio mundo, a Game Freak deixa passar dos estágios conceituais. Pois ele pode ser aproveitado em algum breve momento. “Talvez a pessoa que está responsável pelo jogo no momento possa pode dizer que não funcionará na sua forma atual, mas talvez, se você fez isso e adicionando idéias sobre isso, pode torná-lo funcionar melhor.” Por esse motivo, idéias para novos Pokémon raramente são jogadas fora.

O Game Freak tem trabalhado a mais de 20 anos neste tipo de projeto, então ela sabe o que é desenvolver um belo jogo de Pokémon, mas as etapas de evolução ainda podem ser complicadas. “Uma coisa que acontece muito – bem, não muito – mas acontece às vezes, é que você começa com um gato, e quando evolui, uma idéia fácil é dizer:” Ok, agora há mais cabeças “, diz Masuda.

Enquanto Ilustrava alguns rabiscos no quadro branco, disse:

“Nós sempre queremos garantir que pensemos: Por que isso acontece? E quando ele evoluir, por que ele terá três cabeças? Qual é o motivo de mudar e ter esse novo aspecto?”

Depois de desenhar o gato de três cabeças para ilustrar seu ponto de vista, Masuda riu dizendo: “Talvez se eu seguisse com esse desenho, provavelmente seria morto.”

O processo de design ao longo dos anos não permaneceu totalmente consistente, no entanto, e a comunidade percebe quando muda. Recentemente, o usuário do Reddit IanMazgelis criou uma publicação que ganhou popularidade indicando especificamente a maneira como os olhos do Pokémon mudaram ao longo dos anos. Projetos anteriores de Pokémon apresentam olhos mais angulares, enquanto desenhos posteriores arredondavam os olhos para um aspecto geralmente mais suave.


Foi mostrado uma das imagens para Masuda sobre o estudo de IanMazgelis e entender por que os olhos mudaram e sua resposta foi:

É definitivamente algo que consiste do desenvolvimento de design, mas algumas das razões técnicas por trás disso, por exemplo, vem lá do início. O Game Boy teve uma paleta muito limitada e uma quantidade muito pequena de pixels para expressar os projetos.

Além disso, citou que era era difícil fazer círculos, então essa era uma das razões pelas quais muitos tinham um olhar semelhante. À medida que a tecnologia evoluiu, eles tiveram mais opções de expressão com diferentes formas e mais variedade.

O design e o processo de criação de novos Pokémon provavelmente mudaram e mudarão à medida que a série avança, adaptando-se a quem está trabalhando no estúdio e quais idéias o estúdio quer transmitir.

Confira mais no vídeo abaixo:

Para mais informações sobre a história do Pokémon, você pode verificar um completo resumo que abrange o histórico inteiro da franquia no site deles, assim como a entrevista sobre o comprometimento e foco em desempenhar um bom papel no Switch.

você pode gostar também

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.