Diretor esclarece algumas dúvidas importantes sobre Pokémon Let’s Go

Agora acho vamos - de vez - entender o significado e importância da série Let's GO na franquia Pokémon

2

O diretor, produtor, designer e compositor – ufa – de Pokémon, Junichi Masuda, respondeu várias perguntas, para a coletiva de imprensa, depois de apresentar os novos jogos da franquia ,Pokémon Let’s Go Pikachu e Eevee.

Sabemos que depois de seu anúncio, Let’s Go gerou várias controvérsias sobre ser ou não considerado da série principal, e até mesmo pra qual público era direcionado esse novo jogo. Vários – sim, muitos – jogadores reclamaram, seja pela falta da luta ao encontrar um Pokémon, ou pelo novo jeito de capturar os monstrinhos, e etc. Enfim, selecionamos as perguntas relacionadas a esses assuntos e vamos – de uma vez por todas – tentar esclarecer isso.

 

Podemos saber mais sobre o que você levou em consideração do sucesso de Pokémon Go , e outras coisas para incluir no Let’s Go?

Masuda: Então, em primeiro lugar, sobre como eu avalio o sucesso do Pokémon Go, é claro que fico muito feliz em ver o Pokémon Go ser um sucesso tão grande e ser um fenômeno – e realmente achamos que ele introduziu muita gente ao Pokémon , a ideia de pegar Pokémon, a ideia de uma Pokébola. E por causa disso nós realmente queríamos expandir esse tipo de idéia do que um RPG Pokémon poderia ser, algo que é mais amplo para todos, e é por isso que trabalhamos nesses jogos. Então essa é uma avaliação do Pokémon Go.

Com isso em mente, obviamente, há tantas pessoas que jogaram Pokémon Go – acho que atingimos 800 milhões de downloads – então queríamos criar uma experiência divertida para eles, mas ao mesmo tempo fazer um jogo divertido para os fãs que gostaram dos RPGs até agora, então é realmente uma espécie de fusão dessas duas audiências em um jogo que todos nós podemos nos divertir e jogar.

Como você acha que os jogadores dos principais RPG reagirão aos jogos Let’s Go? Eu sei que o Pokémon Go foi imensamente popular, mas teve uma reação mista entre os jogadores mais ‘hardcore’ – como você acalmaria esses jogadores? E é mais provável que eles esperem até 2019 pelo jogo que eles estão procurando?

Masuda: Então, a primeira coisa que posso dizer é que … Eu fui o diretor dos principais RPGs de Pokémon – a maioria deles, até agora – e há muitos tipos de princípios básicos ou regras da série que eu nunca terminei até agora, por exemplo, toda a idéia do fluxo de entrar em uma batalha contra Pokémon selvagens, reduzindo sua saúde e depois pegando eles. Essa foi uma das coisas que nós nunca queríamos mudar, mas, com esses jogos especificamente, eu queria criar uma nova experiência para as crianças, e decidi mudar isso para uma experiência mais casual e leve. Então essa é uma das coisas que eu queria fazer.

Por exemplo, na grama alta, você não podia ver quais Pokémon estavam lá, então muitos jogadores as evitariam em suas jornadas, e essa é uma das grandes mudanças deste jogo, é que você pode ver o Pokémon antes de você realmente encontrá-lo. Então isso meio que mudou a dinâmica para uma experiência mais proativa, onde você está saindo e procurando Pokémon.

Então, para mim, tendo trabalhado nos jogos da série principal de Pokémon, e Pokémon Go, ambos os jogadores que gostaram dos nossos RPGs até agora, todos são extremamente importantes para mim, e o que eu realmente quero fazer com esses jogos é unir esses tipos de jogadores.

Então, o que me faria mais feliz seria se os jogadores Pokémon Go e jogadores de RPG Pokémon tradicionais realmente se unissem e jogassem Pokébolas juntos, seja com o Joy-Con ou usando seus smartphones, e realmente curtindo Pokémon.

Aproveitando a pergunta anterior , eu sei que você não pode falar muito sobre o RPG de 2019, mas você pode me dizer quando a decisão foi feita para desenvolver esse jogo, bem como os jogos Let’s Go? Você decidiu fazer o Let’s Go primeiro e depois o jogo de 2019? E essa decisão foi tomada para minimizar o risco de os jogadores mais hardcore, de longo prazo, talvez não gostarem da ideia?

Masuda: Então, definitivamente, não era pra evitar riscos. Sabíamos que queríamos criar outra “série” de Pokémon, para todos os fãs que realmente gostaram dos jogos até agora. Mas os jogos que estamos falando para 2019 nós temos trabalhado neles por um tempo, o mesmo com Let’s Go Pikachu e Let’s Go Eevee – parte disso é porque há muita possibilidade com o Nintendo Switch e nós realmente queremos que os jogadores experimentem o que o console há para oferecer, então estivemos fazendo dois jogos diferentes ao mesmo tempo.

E especificamente para esses jogos, eu, pessoalmente, quero mais crianças jogando e se divertindo com o Nintendo Switch, esse é realmente o objetivo para mim.

Por fim, Masuda sanou todas as perguntas que muitos fãs estavam fazendo, e deixou claro o seu objetivo com os novos jogos. Houve mais perguntas relacionadas, especificamente, a Pokémon Let’s Go, trataremos delas mais tarde. E você? Já decidiu se vai esperar 2019, ou vai se divertir – bastante – ainda este ano?

Leia também:

 

Fonte Eurogamer
você pode gostar também
2 Comentários
  1. Aomame Kawana Diz

    O trailer e a proposta desses jogos não me agradaram muito. Não sou um jogador hardcore da franquia, mas sou um jogador antigo nela… então, eu esperava algo mais próximo do padrão. Fiquei com a sensação que mudaram demais o jogo para conquistar novos jogadores para a franquia. Novos jogadores vindo do Pokemon Go e novos jogadores na idade (crianças).

    Mas lendo essa entrevista, uma frase do Junichi Masuda me fez ver o jogo por outro ângulo: “(…) mudou a dinâmica para uma experiência mais proativa”. Isso me fez pensar que o jogo vai ser algo mais próximo do anime (apesar da falta das batalhas) com a “missão” de sair viajando para capturar todos os monstrinhos.
    Apesar de ser um jogo principal, vou ver como um spin-off… e jogar com uma outra mentalidade. O que importa mesmo é a diversão. ^^

    1. Gregg Oliveria Diz

      Exatamente ! Muita gente realmente não gostou do estilo do jogo, afinal ele é uma nova série pra atrair público novo. Mas será bem divertido poder sair e capturar Pokémon por ai, ainda mais com aquele novo “joy-con” de pokebola. Por isso é importante sempre conferir os dois lados da história. Vamos nos divertir bastante, afinal de contas estamos falando da Nintendo, né?!

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.