Produtores falam novamente sobre Unravel Two no Nintendo Switch

Parece que vontade não falta, mas a pequena equipe não conseguiria com os recursos atuais.

0

Depois de sua apresentação na E3 e posterior lançamento, o criador de Unravel disse que gostaria muito de trazer o jogo ao Nintendo Switch, mas que seria “muito trabalho”.

Agora, alguns dos outros desenvolvedores do jogo falaram sobre esses desafios em mais detalhes. O produtor Michael Gill disse à GamesIndustry, que o Switch é a maquina para Unravel Two e conta seus desafios para isso acontecer:

“O jogo roda a 60 quadros por segundo, isso é muito importante para nós e queremos manter essa taxa de quadros. Manter isso no Switch e manter a qualidade gráfica [seria difícil]. Temos a sensação de que as pessoas realmente querem isso e entendemos como elas se sentem. Mas parece um pouco injusto, porque nos esforçamos muito [na qualidade gráfica e taxa de quadros] nisso. ”

 

O programador principal, Jakob Marklund, e co-fundador da Coldwood Interactive, também concordou, e complementou dizendo que embora pareça simples, há paisagens complexas, locais com ” mais de 4 milhões de triângulos na tela ” e que podem fazer isso ” mas levará algum tempo.

“Também estamos usando uma versão muito estendida do PhyreEngine [da Sony] e tivemos que adaptá-lo para o Xbox One. Ainda não tem suporte para o Switch, por isso teríamos que fazer esse port e engine funcionar por nós mesmos, e somos uma equipe realmente pequena. Nós só temos dois programadores de engine em toda a equipe, e eles trabalham principalmente em atualizações para o jogo, então não tivemos tempo.”

Eles ainda afirmam que realmente gostariam de um port, mas que isso teria levado mais ou menos metade do ano. Desabafando os desenvolvedores dizem :

“Muitas pessoas dizem que isso deve ser apenas um port simples, porque é apenas um jogo de plataforma 2D. Mas os gráficos são bastante complicados, há simulações de água em muitas áreas e na física dos fios – embora sejam mecânicas simples, ainda tem muitas camadas apenas para torná-las jogáveis. Há muita física para ajustar o tempo todo… Usamos todo o potencial com bastante intensidade nos consoles maiores ”.

Para encerrar Gill diz que Unravel Two não estar no Switch não tem nada a ver com a EA. Parece que vontade não falta, mas a pequena equipe não conseguiria com os recursos atuais.

Fonte NintendoEverything
você pode gostar também