Tudo que você precisa saber antes de comprar o Nintendo Switch

Um guia completo com experiências e dicas sobre o console da Nintendo

1

Olá amigos, tudo bem? Sabemos que existem muitas pessoas que estão “cima do muro” mas pensam em comprar o Switch em algum momento. Inclusive, essa possível indecisão pode estar relacionada a certa falta de informação. Por conta disso, desenvolvemos um artigo, com muito conteúdo de grande importância para você quer saber tudo sobre Nintendo Switch.

Gostaria de antecipadamente agradecer ao Vinícius Vidor, fundador e redator líder da MundoNintendo que me ajudou na construção e diagramação desse conteúdo super extenso. Sem mais delongas, vamos falar de Nintendo Switch!

Vamos falar de Nintendo?

Antes de tudo vale dizer que o Switch nasceu com Zelda Breath of the Wild, um game de mudanças certos paradígmas e vale pena ser jogado. O jogo bateu diversos recordes, se tornou o jogo mais bem avaliado da história no GameRankings e ganhou Jogo do ano de 2017.
Logo depois tivemos Super Mario Odyssey que é outro jogo que vale ser jogado.

A Nintendo já prometeu trazer todas as suas principais franquias no Switch. Até agora temos Mario, Kirby, Zelda, Donkey kong, Splatoon, Mario Kart. No futuro teremos Pokémon, Smash, Metroid, Fire Emblem já confirmados, e podemos esperar Pikmin, Animal Crossing.

Falando de third parties.

Sem dúvida, é o console que as third parties começaram a olhar de forma diferente para a Nintendo. Tivemos um apoio inicial das thirds volta à Nintendo com jogos exclusivos como Octopath Traveler da Squiare Enix, Mario Rabbids, Starlink com o Fox pela Ubisoft.

Mas é inegável que ainda existe uma falta das principais franquias multiplataformas como Assassin’s creed, fiz um video inteiro sobre isso onde link na descrição.

Bandai Namco e Bethesda foram outras desenvolvedoras que abraçaram o Switch e trouxeram jogos como: Dragonball Fighters Z, Doom, Wolfenstein, entre outros ports de jogos lançados nesta geração.

Switch o Rei dos Indies!

A Nintendo deixou claro o seu posicionamento com o suporte total aos jogos indies. Criando apresentações exclusivas para esses games, os chamados de Nindies. Logo você pode esperar também todos os melhores jogos indies do mercado no Switch durante toda a sua existência como console. Além disso a Big N já deixou uma nota que quer trazer diversos jogos indies a cada semana.

Quanto tempo o Switch vai durar no mercado recebendo games?

É uma pergunta bem importante pra decidir se vale a pena investir. Já podemos antecipar que Kimishima, ex-presidente da Nintendo, já prometeu uma vida bem longa.

Além disso, o Switch já se provou o um console ótimo para jogar jogos mais simples e os mais complexos, fazendo dele uma plataforma interessante para as third party produzirem uma variedade de conteúdo. Realizando uma comparação rápida com o 3DS que agora teve 7 anos de vida, acreditamos que o Switch terá cerca do mesmo tempo neste patamar também.

O hardware é bom? Quebra fácil?

Normalmente é uma pergunta bem questionável. Pois depende muito do usuário. Obviamente tudo que cuidamos de forma mais intensa, tende a durar mais. A tela é linda e bem vívida. Dá pra jogar de boa do lado de fora desde que você esteja na sombra.

A caixa de som é boa, mas caso queira jogar na rua, talvez ela precisasse ser um pouco mais alta. Ela alta o suficiente para não chegar a incomodar as pessoas em volta. E isso pode até ter sido proposital, levando em consideração o apreço dos japoneses pelo silêncio em público. Mas obviamente esse fator, é resolvido tranquilamente com um headphone.

Os Joycon são inteligentes e práticos e de modo geral funcionam como deveriam, sincronizam só de encaixar no console. -Jogar com os Joycon no grip ou no modo portátil é ótimo e os botões são um pouco pequenos mas somente para quem tem mãos muito grandes.

-Se sua mão é média ou pequena, tranquilo. Pra quem tem mão grande da pra jogar, mas vai preferir um Pro Controller – vamos falar disso mais para frente.

Ter um console hibrido é tão bom assim?

O console é um hibrido entre o conhecido e padrão videogame de tv, mas pode ser utilizado de forma portátil e até poder jogá-lo em cima da mesa.

-Jogar na TV e portátil funciona perfeitamente, super rápido e sinceramente é melhor do que você esperaria. Jogar em cima da mesa é bom também, mas entre três opções é a forma menos convidativa. O motivo está relacionado ao “pé” que segura o Switch na mesa.

Esse suporte resolve, mas frequentemente você pode se pegar tentando ajustar o ângulo, o que é impossível, e se a superfície não for dura (como uma cama, por exemplo), qualquer coisa o derrubará. Além disso, não é possível carregá-lo e jogar em cima da mesa ao mesmo tempo. Vale dizer que já existem opções para solucionar isso, mas você terá que gastar.

Quais os acessórios essenciais?

Indicamos sempre um protetor de tela, apesar do Switch não ter tela de vidro, ele possui uma tela de plástico duro, mas que com o tempo pode riscar. Uma bateria portátil sempre cai bem.

Caso queira detalhes sobre acessórios a MundoNintendo desenvolveu um artigo sobre esse ponto e você pode ver aqui

Quanto dura a bateria?

Pergunta difícil, mas sempre depende do jogo. Assim como Stardew Valley, que possui gráficos pixelados e puxam pouco da GPU, o console pode durar até 7 horas. Entretanto, quando exigimos graficamente do console no modo portátil Zelda pode fazer o game durar 3 horas.

Existe formas de aumentarmos a durabilidade, mas deixamos claro que existe sempre 3 pontos cruciais para bateria durar ou não, são eles: Intensidade de Brilho, Wifi e Bluetooth.

Entretanto, realmente dura o tempo que diz durar. Para mim e para ninguém da equipe da MundoNintendo foi problemático o seu uso do dia-a-dia. No meu caso, utilizo todo dia e a bateria do meu Switch acabou apenas uma vez, e foi por motivos pessoais, onde eu esqueci de carrega-lo.

Rumble HD realmente faz diferença?

Sim! A nova tecnologia de vibração aumenta a imersão. Sendo sincero, acho estranho jogar no meu PS4 sem a diferença fina das vibrações. É um novo passo no conceito de vibração.

Em certos jogos como Celeste, por exemplo, é possível sentir quando se está escalando, pulando baixo, caindo do alto. Em Smash Ultimate é possível sentir a diferença da intensidade dos golpes. Já em Mario Kart, a vibração é baseada na roda que passa por diferentes terrenos.

Vale notar que para algumas pessoas isso não faz diferença alguma, mas é legal que também nos dá algumas surpresas como realmente sentir quantas bolinhas tem dentro do controle, como no mini game incluso dentro do game exclusivo 1-2-Switch.

É necessário comprar um Pro controller?

A resposta inicial é não. Mas é um super upgrade, sendo mais necessário quando é uma questão de ergonimia para pessoas que possuem mãos grandes e não se adaptam ao Switch.

Quando você adquirir jogos como Splatoon ou Xenoblade Chronicles 2 eles irão trazer correções importantes para quem tinha problemas com o direcional digital onde você acabava apertando duas direções ao mesmo tempo.

No Switch periféricos são um pouco caros, logo mantenha isso em mente. Por conta desse fator, talvez seja mais vantajoso para você comprar um par de joycon. Desta forma você terá mais 2 controles naqueles momentos quando seus amigos te fazem uma visita. Pense nisso.

Quais as maneiras de comprar jogos no Switch?

Existe vários lugares. Você pode comprar diretamente pela eShop no Switch. Em múltiplas lojas, dar uma olhada no Savecoins para avaliar os preços por região. Caso seja necessário alterar sua região para pegar alguma promoção. Veja esse tutorial da própria MundoNintendo. Além disso a Nintendo chegou no Brasil com a loja digital oficial e você pode obter os games mais baratos por lá também. Veja aqui

Vale destacar que jogos físicos se mantêm valorizados por muito tempo, principalmente se forem exclusivos. Diferente dos antigos videogames antigos da Nintendo, os jogos agora ficam atrelados à conta, não ao console. (graças!) Logo se vender, é possível desativar a conta do console e resgatá-lo.

O antigo virtual console não existe mais. No Switch ainda há lançamentos de games antigos específico, tais como Metal Slug, Donkey Kong, Double dragon, Mario Bros de arcade, Punch out, entre outros. A coleção de jogos antigos vai vir na forma do online da Nintendo que começa com 20 jogos de NES e promete expandir.

Principais recursos e funcionamento do Switch

Ele é focado em um console de games. Rápido, focado. Você pode pausar a qualquer momento, mesmo em loading. E estamos falando de uma pausa real, não é como no PS4. O que torna o console muito prático. Possibilidades de compartilhar pequenas gameplays (vídeos de 30 segundos) no Facebook e Twitter.

Entretanto o console não possui streaming nativo como os outros consoles. Sua listagem de amigos é limitada até 300 pessoas. Existem alguns players de video como Hulu e Crunchyroll. É justo dizer que mais Aplicativos como Youtube e Netflix estão por vir.

E o navegador? Não acreditamos que haverá um browser pela questão da pirataria.

Principais problemas do console e como corrigir.

  • Joycon esquerdo perdendo o sinal –  O problema acontecia quando o Switch estava atrás da TV com uma certa distância dos joycons – Esse foi um problema relatado nos primeiros lotes do Switch. Procure validar se o Switch que você está adquirindo vem depois de Janeiro de 2018, que é o de produção atualizada e com um número super reduzido de ocorrências.
  • Sujeira no Joycon esquerdo – Alguns usuários já relataram o analógico bugar e fazer os personagens andarem sozinho. Neste caso é necessário limpar com ar comprimido, ou álcool. (link de video meu na descrição)
  • Dock risca a tela – Apesar de nunca acontecer comigo, e com ninguém da redação da MundoNintendo, algumas pessoas relataram que a dock pode riscar a tela. Isso pode ser resolvido protetor de tela, no caso película.

Fora isso, os problemas relatados na Internet são normalmente problemas muito raros, que atingem menos de 1% dos consoles, normalmente 0,2%. O que é esperado em qualquer processo de produção em massa. Entretanto é normal acontecer vídeos ou notícias virais sobre um problema, tornando um problema maior do que realmente é.

Um dos mais famosos no Nintendo Switch é em relação que ele enverga depois de muito tempo na dock. Nintendo já reconheceu e aceita o console de volta. Mas é um problema muito, mas muito raro. Em resumo, eu não me preocuparia com outros problemas além dos que acontecem com os joycon. Qualquer problema extra, solicite a garantia da loja que você adquiriu o Switch.

Vale comprar um Switch usado?

Vale sim. Os consoles da Nintendo possuem um padrão de qualidade no desenvolvimento excelentes e costumam durar bastante tempo. Mas fique ligado em alguns detalhes

O que devo testar quando comprar um Switch?

Existem pontos interessantes a ser avaliados quando você adquire um Switch, principalmente se ele já for usado, logo fique atento aos principais pontos abaixo:

  • Teste a calibragem dos analógicos.
  • Teste a tela por pixels mortos, pode acontecer em qualquer tela LCD. (pontinhos pretos na tela)
  • Teste todos os botões, e veja se todos estão funcionando.
  • Empurre os Joycon de baixo pra cima pra ver se estão travados.
  • Chacoalhe os joycon pra ver se não tem barulho (se tiver, é lote antigo)
  • Teste o Wifi e o Bluetooth (é só desconectar os joycon e ver se funciona)
  • Teste principalmente o volume pra ver se o som está bom e se as duas saídas de som na traseira estão funcionando, pode fazer isso com qualquer jogo ou navegando nos menus.
  • Se for usado, teste o dock, mas o principal é: Veja se está sendo vendido com o dock, caso seja negativo, existe uma chance de ser um Switch roubado.

O Nintendo Switch esquenta?

Raramente. O aparelho, como de costume, tende a esquentar mais quando está no dock. Mas isso não é motivo para preocupação, ele foi desenvolvido de uma forma que já dissipa bem o calor. Além do mais, você normalmente segura no material do Joycon, e não na parte traseira, onde está mais quente. Logo, isso não costuma incomodar.

Caso em sua região esteja muito calor, é possível que o calor se espalhe pelo aparelho e você sinta mais, mas com absoluta certeza, esse não é um problema do console.

Como está o Serviço Online?

Por enquanto está grátis, mas é POR ENQUANTO! O serviço começará a ser cobrado em setembro por $4 dólares por mês ou $20 dólares por ano, ou $35 dólares pra dividir com 7 pessoas da família. Pode ser usado com amigos. Além de jogar online, o serviço atribuirá 20 jogos de Nintendinho com adição online, além de outros jogos no futuro.

Será possivel (finalmente) guardar os saves na núvem, o que facilitará muito caso você tenha problema com o seu atual console e queira migrar todas as suas configurações para um novo aparelho. Além desses fatores a Nintendo já deixou claro que haverão novas ofertas especiais, elas ainda não foram, mas com certeza será em breve.

Já existe desbloqueio para o console?

O console já foi pirateado, existem alguns modos sim. Mas é válido dizer que a Nintendo está banindo todo mundo do online, inclusive os cartuchos. A punição está sendo SEVERA, o que acaba tornando o console um tanto não atrativo em alguns aspectos, principalmente no conceito “diversão com amigos”.

É necessário um cartão SD?

Você consegue fazer muita coisa com 32GB, de fato, mas com o tempo você vai precisar sim, há um artigo da Engadjet que citaram que demorou 6 meses pra precisar de um SD card. Mas não vamos longe, a mesma experiência, aconteceu como o Vinícius, dono da MundoNintendo, mas isso é pessoal.

Caso você opte por comprar apenas jogos físicos da Nintendo, você dificilmente terá que comprar um cartão SD, mas existe jogos de thirds que requerem espaço na memória.
Desta forma é recomendado um SD card de 128gb Classe 10. A MundoNintendo realizou um conteúdo bem completo e te ajudará nesse processo aqui.

O Nintendo Switch vale a pena?

Vai depender muito de cada um, mas é inegável que o Switch mudou a forma de jogar. Com todas as suas falhas, para tipo de vida adulta que muitos levam ele é uma excelente opção. Em minha opinião pessoal que trabalho, sou pai, ele é de longe o melhor console que eu poderia ter e me permite ser muito mais gamer do que eu seria se ele não existisse. Quase me faz querer que o futuro de todos os console seja hibrido e rápido. Mas sabemos que é algo que só a Nintendo tem a coragem de nadar contra a maré e fazer.

você pode gostar também